A Casa da Música é um projecto artístico e cultural, mas também educativo e social, com sede no primeiro edifício construído em Portugal exclusivamente dedicado à música. Muito para além de uma sala de concertos tradicional, a Casa da Música é em si mesma um corpo unificado que engloba a actividade de um conjunto de projectos artísticos e educativos com identidade própria. Os membros mais visíveis deste corpo são os Agrupamentos Residentes, de onde nasce a maior parte da programação artística que desenha o perfil da instituição, e o Serviço Educativo, com cerca de mil actividades por ano.


A Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música tem uma história que precede a da Casa da Música em muitas décadas. A sua origem remonta a 1947, ano em que foi constituída a Orquestra Sinfónica do Conservatório de Música do Porto. Esta orquestra passou por diversas designações e, sob o nome Orquestra Nacional do Porto, alcançou a formação sinfónica em 2000, com 94 instrumentistas. Foi integrada na Fundação Casa da Música em 2006. Com a sua programação inovadora, a Orquestra Sinfónica do Porto Casa da Música tem tido um papel determinante na apresentação de nova música aos mais variados públicos.


O Remix Ensemble Casa da Música é o agrupamento por excelência da música do nosso tempo e rapidamente passou a ocupar uma posição cimeira no panorama da música contemporânea europeia. Já apresentou mais de noventa obras em estreia absoluta. A agenda do Remix Ensemble é estabelecida tendo em vista a sua vocação internacional, apoiada nas redes de criação artística em que a Casa da Música está envolvida, pelo que se apresenta com grande regularidade em muitos dos principais festivais e salas de concerto da Europa. 


A Orquestra Barroca Casa da Música é o agrupamento residente especializado em música antiga – não só nos repertórios, centrados especialmente nos períodos Barroco e Clássico, mas também no aspecto organológico, fazendo uso de réplicas de instrumentos de época e de cordas de tripa. 


O Coro Casa da Música foi fundado em 2009 e é constituído por uma formação regular de 18 cantores, que se alarga a formação média ou sinfónica em função dos programas apresentados, muitos deles em parceria com os outros Agrupamentos Residentes. Também o Coro tem tido uma presença regular em festivais portugueses e noutros países, além das actuações na Sala Suggia. 


O Coro Infantil Casa da Música tem a sua génese no ano lectivo 2016/2017, com a implementação de três coros em três escolas públicas do Ensino Básico. O processo de recrutamento, em renovação contínua, começa com a identificação de vozes nas escolas públicas onde o projecto se desenvolve semanalmente e culmina com a integração no grupo que trabalha também semanalmente na Casa da Música. Hoje, o Coro Infantil Casa da Música tem 50 vozes entre os 8 e os 13 anos. 


A Casa da Música tem na sua filosofia uma ideia muito abrangente e ecléctica de música. O Serviço Educativo permite que todos construam as suas relações com a música: superficiais ou profundas, racionais ou afectivas, abstractas ou concretas, num ou em vários estilos, com estes ou aqueles meios. Assim, existem actividades para bebés, crianças, jovens, adultos, idosos, cidadãos com necessidades especiais, pessoas com ou sem experiência musical, professores, comunidades.

Essas relações podem ser construídas de muitas formas. É possível ouvir música, criar música, interpretar música, saber coisas acerca da música. Quanto mais se ouve, cria, interpreta e sabe, mais se compreende a música, e é nessa compreensão que se alicerça o poder, o prazer e o fascínio que a música exerce sobre nós.