25.10 domingo 10:00 e 16:00 sala 2

ANTÓNIO MIGUEL TEIXEIRA direcção artística e interpretação 

FLÁVIO ALDO, JOANA PEREIRA, JOAQUIM ALVES E SOFIA NEREIDA interpretação 


Em ano de comemoração do 250º aniversário de Beethoven não poderíamos deixar de trazer para a programação dos Primeiros Concertos a música do génio alemão. Este concerto promoverá uma primeira abordagem à música de Beethoven com a leveza e o tom divertido que a idade dos ouvintes requer. No fundo, queremos deixar desde cedo uma semente da grande música no ouvido e na alma dos bebés que forem assistir.


€ 10 CRIANÇA + ADULTO

€ 7,5 (SEGUNDO ACOMPANHANTE >6 ANOS)

29.11 domingo 10:00 e 16:00 sala 2

FACTOR E! direcção artística

DANIEL SOUSA, INÊS LAPA, JOAQUIM ALVES, ÓSCAR RODRIGUES e TIAGO OLIVEIRA interpretação


A inspiração no Carnaval dos Animais de Saint-Saëns e todo o imaginário que é criado na infância à volta dos animais fazem com que esta produção do Serviço Educativo da Casa da Música tenha de regressar à nova programação. Mais um concerto onde, de forma leve, apresentamos o grande repertório a pequenos ouvintes, tomando-o como matéria-prima de um espectáculo para as primeiras idades.


€ 10 CRIANÇA + ADULTO

€ 7,5 (SEGUNDO ACOMPANHANTE >6 ANOS)

24.01 domingo 10:00 sala 2

SOFIA NEREIDA direcção artística e interpretação

FLÁVIO ALDO e JOANA PEREIRA interpretação


Esta criação do Serviço Educativo estreou-se em 2013 aquando do ano Itália. Teve um enorme sucesso, o que a levou a ser também apresentada fora da Casa. Pensámos por isso que este seria o momento ideal de a recuperar. Toda a inspiração de Viva Vivaldi!, espectáculo de forte componente cénica e cenográfica, advém da música escrita por este grande compositor italiano do período Barroco.


€ 10 CRIANÇA + ADULTO

€ 7,5 (SEGUNDO ACOMPANHANTE >6 ANOS)

14.02 domingo · 10:00 sala 2

AQUILO QUE VOCÊS QUISEREM direcção artística e interpretação


Quando, em 2016, se comemorou a Rússia e a sua música, desafiámos o quinteto aquilo que vocês quiserem a criar um concerto para bebés à volta da obra de Igor Stravinski. Propuseram-nos um espectáculo em que, embalados pela viagem do príncipe Ivan na procura do Pássaro de Fogo, passamos do compositor russo a outros autores, a novas músicas e destinos, à descoberta de que cada pássaro tem características e gostos específicos, mas é de todos em conjunto que nasce a verdadeira música. O concerto, que entretanto visitou os auditórios municipais de Vila Real e de Espinho, volta à sua casa-mãe.


€ 10 CRIANÇA + ADULTO

€ 7,5 (SEGUNDO ACOMPANHANTE >6 ANOS)

21.03 domingo 10:00 sala 2

WORTEN DIGITÓPIA direcção artística e interpretação


Um mergulho na floresta, nas suas histórias e paisagens sonoras, com a ajuda da Worten Digitópia, que, recorrendo à tecnologia, nos dará a ouvir de múltiplas formas os sons de uma floresta mágica. Um concerto-viagem que é igualmente um despertar da consciência de todos para questões ambientais e que, num mês em que se celebra a Primavera e a floresta, faz todo o sentido apresentar ao nosso público.


€ 10 CRIANÇA + ADULTO

€ 7,5 (SEGUNDO ACOMPANHANTE >6 ANOS)

18.04 domingo 10:00 e 16:00 sala 2

PAULO NETO direcção artística e interpretação

FACTOR E! interpretação


Carlo Collodi escreveu uma das mais fascinantes histórias infantis de sempre, Pinóquio. Num Ano Itália, como este de 2021, revemos a história do boneco de madeira, a sua mensagem, e transformamo-la num espectáculo musical adaptado aos nossos dias e vocacionado para o público dos Primeiros Concertos. Será a estreia de mais uma nova produção do Serviço Educativo.


€ 10 CRIANÇA + ADULTO

€ 7,5 (SEGUNDO ACOMPANHANTE >6 ANOS)

09.05 domingo 10:00 e 16:00 sala 2

ANTÓNIO MIGUEL TEIXEIRA e SOFIA NEREIDA direcção artística e interpretação

ESCOLA PROFISSIONAL DE MÚSICA DE ESPINHO interpretação


Versão concerto da oficina de grande sucesso em que os irmãos Mozart contam as suas histórias e são desveladas viagens e aventuras musicais do pequeno prodígio de Salzburgo. Em tom lúdico e festivo, promovendo a interacção de todo o público, vamos conhecer a arte precoce de um dos maiores compositores de sempre.


€ 10 CRIANÇA + ADULTO

€ 7,5 (SEGUNDO ACOMPANHANTE >6 ANOS)

13.06 domingo 10:00 e 16:00 sala 2

JOANA ARAÚJO e TIAGO OLIVEIRA direcção artística e interpretação

FACTOR E! interpretação


Em 2021 comemorar-se-ão os 400 anos do nascimento de Jean de la Fontaine. Apontado por muitos como um dos pioneiros da escrita infanto-juvenil, escreveu dezenas de fábulas ainda hoje contadas de geração em geração. Na sua fonte inspiramo-nos para criar um concerto em que a música se cruza com o imaginário animal, apelando a todos os sentidos do nosso público.


€ 10 CRIANÇA + ADULTO

€ 7,5 (SEGUNDO ACOMPANHANTE >6 ANOS)

domingos

BRUNO ESTIMA e PAULO NETO formadores


Os grilos cantantes continuam desejosos de acompanhar os mais pequenos nesta aventura em Paris. Grilis, o Grilo Feliz, tem no seu primo Jean-Philippe Galan (ou Grilan, o Grilo Galã) o guia de uma viagem pela cultura francesa, com vista para alguns dos ícones de Paris (Torre Eiffel, Palácio de Versalhes, Arco do Triunfo, Museu do Louvre) e direito a aulas de etiqueta e degustação de música gourmet. A interacção de pais e bebés é a argamassa para que a cultura geral se desenvolva, as vozes se afinem e aspectos como a psicomotricidade ou a noção de tempo sejam trabalhados e assimilados.


11.10 (0–18 meses) 10:30; 15:00 · 06.12 (0–18 meses) 10:30; 15:00 · 10.01 (0–18 meses) 10:30  · 07.02 (0–18 meses) 10:30 · 14.03 (18 meses–3 anos) 10:30 · 02.05 (3–6 anos) · 10:30; 15:00 · 20.06 (0–18 meses) 10:30; 15:00 

sala de ensaio 2

domingos

ANTÓNIO MIGUEL TEIXEIRA e SOFIA NEREIDA formadores


Depois do êxito que foi Mini Mozart, continuamos a saga dos irmãos Mozart, Wolfgang e Nannerl, numa viagem musical pelas composições e vivências do génio austríaco. É de forma lúdica e alegre que nos cruzamos com o talento do pequeno prodígio, para que ninguém se esqueça de que a música é uma festa e nos faz sentir melhor.


18.10 (18 meses–3 anos) 10:30; 15:00 · 15.11 (18 meses–3 anos) 10:30; 15:00 · 03.01 (3–6 anos) 10:30; 15:00 · 28.02 (3–6 anos) 10:30 · 11.04 (0–18 meses) 10:30; 15:00 · 30.05 (18 meses–3 anos) 10:30; 15:00 · 04.07 (3–6 anos) 10:30; 15:00 

sala de ensaio 2

domingos

JOANA ARAÚJO e TIAGO OLIVEIRA formadores


Uma oficina onde a parte sensorial da música está presente: são texturas musicais, são paisagens sonoras, são viagens pela sinfonia da selva, repletas de peripécias. Vamos conhecer melodias de bichos e aprender músicas sobre animais, numa verdadeira aventura, um safari musical onde todos cantam, tocam e criam. Como as restantes oficinas, esta vive também muito da participação dos adultos e da sua interacção musical com os bebés. Prontos para entrar na Selva?


01.11 (3–6 anos) 10:30; 15:00 · 22.11 (3–6 anos) 10:30; 15:00 · 17.01 (18 meses–3 anos) 10:30 · 21.02 (18 meses–3 anos) 10:30 · 07.03 (0–18 meses) 10:30 · 16.05 (0–18 meses) 10:30; 15:00 · 27.06 (18 meses–3 anos) 10:30; 15:00 

sala de ensaio 2

domingos

ANA BENTO e BRUNO PINTO formadores


O universo poético de Sophia de Mello Breyner e as referências que nele mais encontramos, como o mar, os campos, a cidade ou o tempo, são o tapete voador em que os bebés partem à descoberta da música. Como uma folha em branco dirige as palavras ao poema, jogamos com os nossos pequenos companheiros o som das coisas para aprendermos a nadar no mar do silêncio. Musa é a poeta portuense, é cada um de nós e são todas as coisas que nos invadem o corpo. Musa é a música que temos dentro e vamos aprender a libertar.


08.11 (0–18 meses) 10:30; 15:00 · 13.12 (18 meses–3 anos) 10:30; 15:00 · 31.01 (3–6 anos) 10:30 · 28.03 (3–6 anos) 10:30 · 25.04 (18 meses–3 anos) 10:30; 15:00 · 06.06 (3–6 anos) 10:30; 15:00 · 11.07 (0–18 meses) 10:30; 15:00

sala de ensaio 2

01.10 quinta 10:00-18:00 vários espaços da cidade

ÓSCAR RODRIGUES direcção artística

DUARTE CARDOSO, FILIPE FERNANDES, IVO BRANDÃO, MANUEL BRÁSIO e RICARDO M. VIEIRA formadores


Captar a música e a musicalidade das pessoas que andarão pela cidade no primeiro dia de Outubro é a ideia base deste projecto. Para isso, iremos percorrer as ruas da cidade e incitaremos a população a expressar-se musicalmente. Cada pessoa poderá cantar uma canção da sua infância, do seu país, uma memória musical, o que lhe apetecer, e todo o conteúdo áudio e vídeo captado nesses momentos será depois trabalhado e apresentado online sob a forma de postais digitais, para que o mundo inteiro tenha oportunidade de ver, podendo assim, uma vez mais, comprovar a importância da música nas nossas vidas.

17.10 sábado 16:00 sala 2

FACTOR E! concepção e direcção artística

FILIPE MONTEIRO, JOÃO COSTA, JOÃO PAULO ROSADO, PAULO GOMES e RUI TEIXEIRA interpretação


Quando, em 1945, Joseph Kosma escreveu música para o ballet Le rendez-vous e se inspirou no Poème d’Octobre de Jules Massenet, estava longe de saber que a sua melodia viria a tornar-se num dos mais tocados standards de jazz de sempre. Este é o ponto de partida para um concerto que nos levará ao jazz e à constante mutação que, nas mãos dos seus intérpretes, a música popular foi sofrendo. Famílias e público geral

12.12 sábado 16:00 sala 2

COMPAGNIE BALLE ROUGE produção

DENIS GARENAUX, FRANCK JUBLOT e FRED FERRAND interpretação


Quando, em 2018, esta produção foi galardoada com o prémio europeu YAMawards num evento acolhido pela Casa da Música ficámos logo com vontade de a apresentar ao nosso público. Ópera visual sem palavras, comove ao mostrar-nos a vida e as suas diferentes etapas de uma forma poética e tocante, ajustada à época de Natal. A música tem um papel fulcral nesta viagem, cujas personagens centrais são figuras geométricas em espuma que reagem como se de humanos se tratassem.

16.01 sábado 10:30 sala 2

MÁRIO JOÃO ALVES concepção e direcção artística

ÓPERA ISTO co-produção


Voltamos a desafiar o tenor e escritor Mário João Alves para uma criação original. Desta vez a inspiração será a canção italiana, nomeadamente a de Nápoles. Pelo meio invocar-se-á uma série de compositores, nomes como Rossini, Leoncavallo ou Puccini. Os trocadilhos, o humor e a imaginação estarão, como sempre, presentes nesta estreia.


Bilhetes brevemente disponíveis

14.11 sábado 11:00 sala 2

MÁRIO JOÃO ALVES concepção, direcção artística e interpretação

ÂNGELA ALVES, GABRIEL NEVES, JOÃO TIAGO MAGALHÃES E PAULINA MACHADO interpretação

ÓPERA ISTO co-produção


Mário João Alves, com o seu colectivo Ópera Isto, tem sido um colaborador regular do Serviço Educativo na produção de espectáculos originais que habitualmente inauguram cada nova temporada. O Olho Esquerdo de Júlio Verne abriu o Ano França e antes do seu fim apresentamos este excelente espectáculo que nos traz música do tempo de Júlio Verne, inclusivamente de operetas em que ele foi o libretista, e nos dispõe muito bem, usando o humor como base de toda esta história.

13.03 sábado 10:30 sala 2

BRUNO ESTIMA, JOANA ARAÚJO, JORGE QUEIJO, PAULO NETO e TIAGO OLIVEIRA direcção musical e interpretação


Printemps alimenta-se da música francesa, baseando-se num repertório que passa por Debussy, Ravel ou Saint-Saëns e é apresentado de variadas formas. A chegada da Primavera celebra-se com canções que lembram o campo, as aves e as cores da Natureza nesta estação do ano. Tendo como base uma criação do Serviço Educativo para o Tokyo Bunka Kaikan, Printemps é uma ode à renovação.


Bilhetes brevemente disponíveis

20.02 sábado 10:30 sala 2

WORTEN DIGITÓPIA direcção artística

FACTOR E! interpretação


Todos os anos temos marcado presença no ciclo Invicta.Música.Filmes com projectos novos que envolvem o Factor E! e a Worten Digitópia. Para 2021 propomos a descoberta dos filmes de animação de Lotte Reiniger, que se caracterizam pelo uso de sombras e que, apesar de serem quase centenários, constituirão uma enorme novidade aos olhos do público mais jovem. Para cada um dos filmes será composta música que terá interpretação ao vivo.


Bilhetes brevemente disponíveis

21.03 domingo 18:00 sala suggia

RAQUEL COUTO direcção musical

DALILA TEIXEIRA piano

CORO INFANTIL CASA DA MÚSICA interpretação


Sendo para nós a planta mais delicada deste jardim, o Coro Infantil pede um investimento e um carinho continuados para poder crescer artisticamente como todos desejamos, daí que mesmo durante o confinamento os pequenos cantores tenham mantido entre si, via web, um contacto semanal envolto na alegria da música. A ideia de Primavera e o nascimento de Bach uniram-se como raízes deste concerto: se aquela é a estação onde tudo renasce, o compositor alemão abriu ao mundo novos mundos harmónicos e melódicos. E é essa a combinação que queremos para o nosso Coro Infantil: um agrupamento que renasce a cada instante e um caminho harmónico e melódico a abrir-se-lhe pela frente.


Bilhetes brevemente disponíveis

27.03 sábado 21:00 Sala 2

28.03 domingo 18:00 Sala 2

JORGE QUEIJO e TIM YEALLAND direcção artística

16.º CURSO DE FORMAÇÃO DE ANIMADORES MUSICAIS e OUTROS interpretação


O movimento musical Ars Nova, assim chamado por oposição à Ars Antiqua, é aqui usado como metáfora para o intuito de grande parte do trabalho com comunidades: a criação colectiva de algo novo – no limite, uma arte nova; neste caso, um novo espectáculo participado por todos desde a sua génese. Com tão amplo e entusiástico envolvimento, é possível criar produtos artísticos únicos e irrepetíveis, também eles muitas vezes uma expressão moderna de uma nova arte de fazer música.


Bilhetes brevemente disponíveis

30.03 terça 19:30 sala 2

MARCO PAIVA encenação

CRINABEL TEATRO e BALLETEATRO ESCOLA PROFISSIONAL interpretação

WORTEN DIGITÓPIA espaço sonoro


O Crinabel Teatro, há anos um parceiro da Worten Digitópia nos mais variados projectos, apresenta em estreia esta recriação do clássico Rei Lear, constituída por textos inéditos de Cláudia Lucas Chéu a partir de três obras de Shakespeare. Lear é o último tomo da trilogia Poder, Amor e Fim e convoca para um final surpreendente os alunos do Balleteatro do Porto.


Bilhetes brevemente disponíveis

24.04 sábado 16:00 sala 2

TÂNIA DINIS, IVO ROMEU BASTOS e PEDRO BASTOS criação

PEDRO BASTOS texto

IVO ROMEU BASTOS interpretação

TÂNIA DINIS visuais

WORTEN DIGITÓPIA música

CIRCUITO – SERVIÇO EDUCATIVO BRAGA MEDIA ARTS co-produção


O que foi a censura? O que foi o 25 de Abril? E se de um momento para o outro algumas das palavras que poderíamos ler num jornal desaparecessem como que por magia? Pela primeira vez abordamos a revolução de Abril, questionando a censura e a verdade que, ao acabar ocultada, tem de ser lida nas entrelinhas.


Bilhetes brevemente disponíveis

25.04 domingo 18:00 sala suggia

CLÁUDIO CESAR RIBEIRO, DANIEL SOUSA, JORGE PRENDAS, PAULO COELHO DE CASTRO e TIAGO OLIVEIRA direcção musical

UTENTES DA LIGA PARA A INCLUSÃO SOCIAL, COROS AMADORES e ORQUESTRA DE ESTUDANTES interpretação


Em Outubro de 2009 iniciou-se na Sala de Ensaio 10 da Casa da Música um dos mais revolucionários projectos já desenvolvidos em Portugal: um trabalho continuado com as comunidades mais desfavorecidas do Porto e arredores, logo a começar por um grupo maioritário de sem-abrigo da cidade. Em dez anos foram feitas dezenas de apresentações, por instituições e palcos do País. Em 2016 um dos elementos do Som da Rua representou o projecto numa série de eventos da programação cultural e social dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Em Abril de 2020 teríamos comemorado os dez anos na Sala Suggia. Um ano depois, numa data simbólica, continuaremos a revolução musical com a ajuda de uma orquestra de jovens estudantes de música e coros amadores que assim se juntam a cantar o que os integrantes do Som da Rua conhecem melhor que ninguém: a cidade do Porto.


Bilhetes brevemente disponíveis

22.05 sábado e 23.05 domingo 10:00 Vários espaços


Várias centenas de teclistas distribuem-se pelos diferentes espaços do edifício e mostram a um público entusiástico o talento que têm, contribuindo para a criação de uma atmosfera muito especial. Não é uma novidade, mas todos os anos nos surpreende. Numa inédita versão online, reunimos em 2020 mais de 400 vídeos oriundos de escolas de todo o país. Para este ano aguardamos um regresso muito participado às salas da Casa da Música, mas não deixaremos também de ter apresentações vídeo que poderão ser visualizadas em locais pré-definidos da Casa.


Bilhetes brevemente disponíveis

29.05 sábado 16:00 sala 2

RUI RODRIGUES direcção artística e interpretação

FACTOR E! interpretação


Depois da Páscoa começa o tempo das festas populares. Um pouco por todo o país as romarias ocupam as praças e os largos das igrejas. Partindo do espólio de instrumentos populares portugueses que existe na Casa da Música e de todo um cancioneiro, recriaremos um verdadeiro arraial português em celebração da música de raiz mais popular.


Bilhetes brevemente disponíveis

24.05 segunda 19:00 Sala Suggia

ANTÓNIO MIGUEL TEIXEIRA, JOANA CASTRO e RAQUEL COUTO direcção musical 

DALILA TEIXEIRA, DUARTE CARDOSO e IVO BRANDÃO músicos 

COROS DA EB1 DA LOMBA, DE QUATRO CAMINHOS e QUINTA DAS CHÃS interpretação 


Este encontro dos três projectos corais escolares que iniciámos em Outubro de 2016 é já um momento alto da nossa programação. Milhares de crianças tiveram, ao longo destes anos, um contacto progressivo com a prática vocal. Em Maio de 2021, mais uma vez, receberemos cerca de 350 crianças que apresentarão a toda a comunidade escolar o trabalho desenvolvido durante o ano lectivo e, simultaneamente, terão uma experiência artística na Sala Suggia, auditório principal da Casa da Música, o que para muitos ficará na memória.


Bilhetes brevemente disponíveis

03.07 sábado 10:00 Vários espaços


É mais uma celebração e é mais um momento em que alunos do ensino vocacional de música se apresentam em vários espaços da Casa da Música. Ao longo dos anos temos tido grande participação de violoncelistas, quer a solo quer em pequenos agrupamentos, quer mesmo em grandes ensembles com dezenas de instrumentistas. Para 2021 aguardamos igualmente uma participação escolar forte e apaixonada.


Bilhetes brevemente disponíveis

04.07 domingo 18:00 Sala Suggia

PAUL GRIFFITHS e PETE LETANKA direcção musical

16.º CURSO DE FORMAÇÃO DE ANIMADORES MUSICAIS e OUTROS interpretação


O Curso de Formação de Animadores Musicais culmina com o espectáculo Sonópolis, que em 2021 celebra o seu 16.º aniversário. É um encontro entre comunidades diferentes, tendo-se tornado ao longo do tempo uma referência internacional na arte participativa que integra de forma homogénea artistas profissionais e não-profissionais. Todos os anos a festa é diferente, como são diferentes os músicos, vindos de vários pontos do País, os formandos e, naturalmente, a música. Sonópolis é bem um espelho do trabalho do Serviço Educativo. Por isso, e apesar de o nome se repetir já por mais de uma década, todos os anos temos um espectáculo completamente distinto, com diferentes intervenientes em palco e com um resultado artístico nunca comparável ao de anos anteriores. Sonópolis traz ao palco da Suggia cerca de duas centenas de pessoas e, regra geral, esgota a lotação da sala. Sonópolis afirma-se há vários anos no panorama nacional como a grande festa da música feita com comunidades.


Bilhetes brevemente disponíveis

12 de dezembro

sábado 10:30-12:00 ou 14:30-16:00 Sala de Ensaio 2

DALILA TEIXEIRA e RAQUEL COUTO formadoras


O Natal pode e deve ser cantado. O cancioneiro natalício é rico e constituído por melodias de todo o mundo. Nesta oficina canta a família inteira, dos netos aos avós. Um contraponto musical ao bulício das compras e um momento de pura celebração a preparar o melhor ambiente para a Noite de Natal.

10 de outubro

sábado 10:30-12:00 ou 14:30-16:00 sala de Ensaio 2

PAULO COELHO DE CASTRO formador


Pôr o lixo nos baldes certos é apenas um aspecto prático da filosofia da reciclagem. Podemos pegar nos objectos que deixam de cumprir a função para que os adquirimos e dar-lhes nova vida, por exemplo fazendo música com eles. Esta oficina mostra-nos isso, numa hora e meia onde a criatividade intervém na organização dos sons e tanto o processo como o resultado contribuem para a consciência ambiental.

14 de novembro

sábado 10:30-12:00  Sala de Ensaio 2

ANTÓNIO MIGUEL TEIXEIRA e PAULO NETO formadores


Um encontro ficcionado entre Napoleão e Beethoven, onde ambos conversam mas nunca chegam a entender-se, é o ponto de partida para ouvirmos a música do compositor alemão e abordarmos a famosa dedicatória que ele fez ao imperador francês na sua terceira sinfonia e depois rasurou, acabando por dar à obra o título de Eroica. Sempre com humor, conciliamos aprendizagem histórica e conhecimento musical.

30 de janeiro

sábado 10:30-12:00 sala de ensaio 2

JOAQUIM ALVES e LUÍS OLIVEIRA formadores 


As cores, os ritmos, o calor e a alegria típicos do Carnaval carioca são reinterpretados em pleno inverno europeu. Para isso não faltam instrumentos tradicionais como o surdo, o tamborim, o agogô e tantos outros. Juntos levantamos a poeira mágica do samba e entregamo-nos a esta festa tropical na esperança de que não tenha fim. 

27 de março

sábado 10:30-12:00 sala de ensaio 2

ANTÓNIO MIGUEL TEIXEIRA e DUARTE CARDOSO formadores


O Cancioneiro popular - português e não só - tem uma quantidade enorme de músicas dedicadas à estação em que tudo se renova. Vamos, nesta Oficina, conhecer e cantar algumas dessas canções e celebrar desta forma a entrada na Primavera.

29 de maio

sábado 10:30-12:00 ou 14:30-16:00 Sala de Ensaio 2

FACTOR E! formadores


Onde surge o gamelão está dado o mote para a expressão artística em comunidade. Instrumento oriundo da ilha de Java, na Indonésia, é tocado por todos, daí o seu poder de contágio, que muitas vezes faz irromper a dança e outras artes, como o teatro de sombras. Esta é, pois, uma oficina de criação colectiva, tendo no gamelão um símbolo de união entre pequenos e grandes, músicos e não-músicos.

19 de junho

sábado 10:30-12:00 ou 14:30-16:00 Sala de Ensaio 2

AFONSO PASSOS e RUI RODRIGUES formadores


No mês dos Santos e das festas populares, propomos uma viagem pelos ritmos tradicionais portugueses, com bombos, caixas, tréculas, reco-recos, zaquelitraques e até brinquinhos da Madeira. Uma festa que convoca o ramo percussivo da família destes instrumentos tradicionais, bem como toda a gente que o queira experimentar para tocar ritmos nossos, dos simples aos elaborados. A festa faz-se da vibração das peles e da alegria de quem percute.

24 de outubro

sábado 14:30-18:30 Sala de Ensaio 3

FILIPE FERNANDES formador

WORTEN DIGITÓPIA concepção e desenvolvimento


O uso de tecnologia como ferramenta de criação num contexto de comunidade tem aumentado exponencialmente nos últimos anos. Aqui iremos apresentar não apenas alguns exemplos, mas também um conjunto de boas práticas da utilização da tecnologia na arte participativa. Uma excelente oportunidade para aqueles que têm em mãos projectos em contexto comunitário. Músicos, formadores, técnicos da área social

[Nota: os participantes são convidados a trazer computador pessoal]

31 de outubro

sábado 14:30-18:30 Sala de Ensaio 2

ANTÓNIO MIGUEL TEIXEIRA e SOFIA NEREIDA formadores


Os novos tempos redobram a importância de trabalharmos com os mais velhos, em especial no contexto de lares e centros de dia, para que o ímpeto criativo e a abordagem positiva da vida não esmoreçam. Esta formação, especialmente dedicada ao trabalho com cidadãos seniores, reflecte sobre aspectos como as técnicas de ensino ou a escolha de repertório que melhor potenciam a interacção desejada.

Músicos, formadores, técnicos e auxiliares da área social que desenvolvem trabalho com cidadãos seniores

05 de dezembro

sábado 14:30-18:30 Sala de Ensaio 2

ÓSCAR RODRIGUES formador

WORTEN DIGITÓPIA concepção e desenvolvimento


As relações simbióticas passíveis de ser estabelecidas entre campos do saber não têm limite, assim haja vontade de derrubar fronteiras ilusórias. A aprendizagem da ciência, por exemplo, pode valer-se do potencial expressivo das artes, melhor ainda se com o auxílio da tecnologia. A criação de projectos multidisciplinares e multimédia para todos os níveis de ensino, do pré-escolar ao ensino superior, traz benefícios claros à escola dos nossos dias, que se quer mais versátil, mais criativa e mais inclusiva.


Músicos, professores e outros interessados em estratégias de ensino

[Nota: os participantes são convidados a trazer computador pessoal]

23 de janeiro

sábado 14:30-18:30 Webinar

ISABEL GONÇALVES e JOANA ARAÚJO formadoras


Muitos dos profissionais que trabalham com bebés e crianças até aos seis anos sentem uma grande dificuldade em encontrar o repertório mais correcto para esta faixa etária. É, por isso, a educadores e auxiliares que se destina o nosso Cantar com Bebés, no sentido de os ajudar a encarar a voz como forma maior de comunicação. O repertório, ajustado à extensão vocal de crianças dos 0 aos 6 anos, promove os jogos de sons e a interacção vocal.


Professores do ensino pré-escolar e auxiliares de acção educativa

20 de fevereiro

sábado 14:30-18:30 Webinar

DUARTE CARDOSO e RAQUEL COUTO formadores


A prática coral nas escolas do ensino básico tem sido muito pouco fomentada em Portugal, não havendo também uma noção clara de como esse caminho pode ser aberto e percorrido pelos professores titulares. Daí a pertinência de partilharmos com os docentes um conjunto alargado de repertório e de técnicas para colocar alunos a cantar. Usaremos a nossa experiência com o Coro Infantil e os projectos escolares que lhe estão associados para mostrar como todos podemos cantar.


Professores do ensino básico, das actividades de enriquecimento curricular e auxiliares de acção educativa.

1.º módulo – 18 e 25 janeiro, 01 fevereiro

A ARTE DA ORQUESTRA

por PEDRO ALMEIDA


É em Itália que a orquestra começa, particularmente a orquestra de cordas, e daí espalha-se pela Europa. Aqui se desvenda os segredos deste corpo vivo das salas de concerto – desde o funcionamento dos instrumentos e a forma como se combinaram ao longo da história até às reviravoltas que transformaram a orquestra em muitas coisas diferentes, graças a ideias originais de grandes artistas. Através de muitos exemplos gravados, ficará claro como a gestão dos timbres numa orquestração é uma autêntica arte e pode mudar radicalmente as sensações que a música traz quando nos entra nos ouvidos.

2.º módulo – 22 fevereiro, 01 e 08 março

UMA HISTÓRIA DO SAMBA

por LIRA NETO


Conhecer a história de uma música popular é também conhecer as vidas do povo que a faz. Neste módulo cruzamos o oceano e somos guiados pelas várias camadas geológicas que se encontram na história do samba, desde os pioneiros da Praça Onze aos sambistas do morro, da Turma do Estácio às escolas de samba. Uma estreia no CLHM, Lira Neto é um prestigiado autor quatro vezes laureado com o Prémio Jabuti de Literatura, com ampla obra centrada na história brasileira do século XX.

3.º módulo – 12, 19 e 26 abril

MÚSICA ATRAVÉS DOS FIOS – A REVOLUÇÃO DOS MEIOS ELECTROACÚSTICOS

por RUI PENHA


Neste módulo, entramos no universo sonoro dos mais geniais compositores de música electroacústica e experimentamos in loco as sensações únicas despertadas pela audição das suas obras. Em três sessões orientadas por um especialista neste género, o compositor Rui Penha (uma estreia no CLHM), poderemos descobrir o contexto histórico e os sons desta autêntica revolução que tomou forma ao longo do século XX, mas também compreender melhor o mundo musical que já conhecemos, intimamente ligado aos meios tecnológicos.

4.º módulo – 10, 17 e 24 maio

MÚSICA PORTUGUESA DO SÉCULO XX

por FERNANDO LAPA


Se começarmos por considerar a música de Freitas Branco – introdutor do modernismo em Portugal, a viagem pela música portuguesa do século XX irá certamente encontrar nomes como Joly Braga Santos, Lopes-Graça, Jorge Peixinho… Mas os desvios podem ser muitos e levar-nos a descobrir música fantástica que ainda não nos passou pelos ouvidos. Fernando Lapa, prestigiado compositor e professor que pela primeira vez está presente no CLHM, faz uma resenha da música portuguesa do século passado, mostrando como faz sentido explorar um universo pouco conhecido do público, apesar de tão próximo – no tempo, na geografia e na alma.

5.º módulo – 08, 15 e 22 novembro

ÓPERA BARROCA: IL TEATRO ALLA MODA

por FERNANDO MIGUEL JALÔTO


Os livros de história da música dizem que a ópera nasceu em Itália, no início do século XVII. Neste módulo, recuamos aos seus antecedentes e ficamos a conhecer as escolas romana, veneziana e napolitana, bem como géneros paralelos como a serenata, até chegarmos ao apogeu da opera seria e da opera buffa. De Monteverdi ao final do Barroco, esta arte deu forma a autênticas jóias que merecem ser ouvidas, muitas das quais permanecem menos conhecidas e raramente são apresentadas em teatros de ópera.

A falta de músicos preparados para dinamizar actividades com  comunidades e liderar intervenções criativas levou-nos a criar 

este curso logo em 2005. 15 anos depois o panorama está melhor, mas a pertinência da nossa proposta formativa e artística 

prevalece. São já mais de 200 os músicos que este programa  realizado ao longo de cada ano lectivo permitiu formar. Uns estão 

inseridos em projectos disseminados pelo país, outros desenvolvem  trabalho nos mais variados pontos do mundo. E muitos 

são hoje formadores deste Serviço Educativo. Improvisação,  interacção, liderança e trabalho em equipa são competências 

potenciadas num programa de criação e animação musical  associado a projectos artísticos com comunidades de distintos 

contextos socioculturais. A formação – orientada por criadores reconhecidos ao nível internacional – é também uma oportunidade 

de os formandos se valorizarem enquanto performers,  constituindo-se como ensemble musical. No final do ano, todas 

estas vertentes são linguagens que convergem para o Sonópolis.

24 e 25.10· 14 e 15.11 · 19 e 20.12

1.º Módulo

SAM MASON e TIM STEINER formadores

23 e 24.01· 27 e 28.02 · 24 a 28.03

2.º Módulo

JORGE QUEIJO e TIM YEALLAND formadores

08 e 09.05 · 05 e 06.06· 30.06 a 04.07

3.º Módulo/Sonópolis 2021

PAUL GRIFFITHS e PETE LETANKA formadores