Obras-primas intemporais da criatividade humana, plenas de valor simbólico, música e património de mãos dadas, servem de inspiração a uma série de grandes concertos que nos transportam por entre tempos e apontam a caminhos de descoberta. Em Orquestra no Património, a bordo de uma orquestra, somos lançados em viagens inesquecíveis a locais de visita obrigatória que, tal como a música, contam também parte da história do mundo. A música funde-se aqui com o carácter único e insubstituível de monumentos e locais singulares que testemunham a passagem do tempo e nos transportam para lugares de sonho e fruição. Um ciclo de concertos imperdível em forma de viagem pelo Património português. 

05 SET QUI · 22:00 PÇ. DO GIRALDO

ORQUESTRA 

EM ÉVORA

ORQUESTRA BARROCA CASA DA MÚSICA

Dmitry Sinkovsky 

violino, contratenor 

e direcção musical 


Jean-Féry Rebel

Sinfonia “Les éléments”


Georg Friedrich Händel

“Qual nave” de Radamisto; “Furibondo spira il vento” de Partenope; Suite em Fá maior de Música Aquática, HWV 348


Antonio Vivaldi

Concerto para violino, dois oboés, duas trompas, tímpanos e cordas, RV 562a  

A Praça do Giraldo homenageia Geraldo Geraldes, o Sem Pavor, e foi testemunha de diversos momentos importantes da História de Portugal – da execução de D. Fernando, Duque de Bragança, em 1483, aos acesos debates sobre a reforma agrária na década de 70. A Orquestra Barroca Casa da Música e o aclamado maestro, violinista e contratenor Dmitry Sinkovsky estreiam-se na praça mais icónica de Évora apresentando música de dança francesa, a célebre Música Aquática de Händel e melodias contagiantes de Vivaldi.

06 SET SEX · 22:00 AVENIDA DOS ALIADOS

ORQUESTRA 

NO PORTO

ORQUESTRA BARROCA CASA DA MÚSICA

Dmitry Sinkovsky 

violino, contratenor 

e direcção musical 


Jean-Féry Rebel

Sinfonia “Les éléments”


Georg Friedrich Händel

“Qual nave” de Radamisto; “Furibondo spira il vento” de Partenope; Suite em Fá maior de Música Aquática, HWV 348


Antonio Vivaldi

Concerto para violino, dois oboés, duas trompas, tímpanos e cordas, RV 562a  

Depois do sucesso que foi a sua estreia na Avenida dos Aliados em 2018, a Orquestra Barroca regressa acompanhada mais uma vez pelo aclamado maestro, violinista e contratenor Dmitry Sinkovsky. A noite começa com uma sinfonia de dança de Rebel, um estilo inventado por este compositor do Barroco francês, que foi figura proeminente das cortes de Luís XIV e Luís XV. O ambiente festivo está presente na Música Aquática de Händel, escrita para acompanhar o séquito real britânico em excursão pelo Rio Tâmisa. Depois de França e Inglaterra, esta viagem mágica termina em Itália com melodias contagiantes de Vivaldi, numa obra que dá protagonismo a vários instrumentos de sopro e aos tímpanos.

07 SET SÁB · 22:00 JARDIM DO CERCO

ORQUESTRA 

EM MAFRA

ORQUESTRA BARROCA CASA DA MÚSICA

Dmitry Sinkovsky 

violino, contratenor 

e direcção musical 


Jean-Féry Rebel

Sinfonia “Les éléments”


Georg Friedrich Händel

“Qual nave” de Radamisto; “Furibondo spira il vento” de Partenope; Suite em Fá maior de Música Aquática, HWV 348


Antonio Vivaldi

Concerto para violino, dois oboés, duas trompas, tímpanos e cordas, RV 562a  

Criada em 1747 durante o reinado de D. João V, a Tapada de Mafra é adjacente ao Palácio de Mafra, ícone arquitectónico do Barroco português, e foi construída com o propósito de ser um espaço de lazer da família real portuguesa. É neste cenário inspirador que se apresenta a Orquestra Barroca Casa da Música com o aclamado maestro, violinista e contratenor Dmitry Sinkovsky. A noite começa com uma sinfonia de dança de Rebel, figura proeminente das cortes de Luís XIV e Luís XV, inclui a célebre Música Aquática de Händel e termina em Itália com melodias contagiantes de Vivaldi.

07 SET SÁB · 22:00 AVENIDA DOS ALIADOS

ORQUESTRA 

NO PORTO

ORQUESTRA SINFÓNICA DO PORTO 

CASA DA MÚSICA

Baldur Brönnimann

direcção musical


Hector Berlioz

Carnaval Romano


Amilcare Ponchielli

Dança das horas


Eric Coates

Knightsbridge March


Frederick Delius 

La Calinda 


Manuel de Falla 

O chapéu de três bicos, Suite nº 2


Astor Piazzolla 

La Milonga del Ángel


Mason Bates

Mothership 

O tradicional concerto da Orquestra Sinfónica na Avenida dos Aliados representa uma das noites mais festivas da programação. Como não poderia deixar de ser, a música de dança é a principal convidada e chega até nós nas mais variadas formas e proveniências geográficas. A utilização dos tamborins, címbalos e triângulo no Carnaval Romano de Berlioz remete-nos para uma festa popular, enquanto Ponchielli nos transporta para um baile elegante onde uma valsa passa por ambientes variados. Do outro lado do oceano chega-nos a música do mais famoso bandoneonista da história e grande figura da música argentina, Astor Piazzolla, e ainda a partitura de Mason Bates que funde uma escrita orquestral inovadora com os ritmos da electrónica e do techno.

08 SET DOM · 21:30 PÇ. DO MUNICÍPIO

ORQUESTRA 

EM BRAGA

ORQUESTRA SINFÓNICA DO PORTO 

CASA DA MÚSICA

Baldur Brönnimann

direcção musical


Hector Berlioz

Carnaval Romano


Amilcare Ponchielli

Dança das horas


Eric Coates

Knightsbridge March


Frederick Delius 

La Calinda 


Manuel de Falla 

O chapéu de três bicos, Suite nº 2


Astor Piazzolla 

La Milonga del Ángel


Mason Bates

Mothership 

A Orquestra Sinfónica despede-se do Verão com mais um concerto ao ar livre, na Praça do Município de Braga, perante alguns dos edifícios mais emblemáticos da arquitectura bracarense – como a Câmara Municipal e a fachada da Biblioteca da Universidade. A música de dança é a principal convidada deste concerto. A utilização da percussão no Carnaval Romano de Berlioz remete para uma festa popular, enquanto Ponchielli nos transporta para um baile elegante onde uma valsa passa por ambientes variados. Do outro lado do oceano chega a música do mais famoso bandoneonista da história e grande figura da música argentina, Astor Piazzolla, e ainda a partitura de Mason Bates que funde uma escrita orquestral inovadora com os ritmos da electrónica e do techno.

08 SET DOM · 22:00 LARGO DA SÉ

ORQUESTRA 

EM FARO

ORQUESTRA BARROCA CASA DA MÚSICA

Dmitry Sinkovsky 

violino, contratenor 

e direcção musical 


Jean-Féry Rebel

Sinfonia “Les éléments”


Georg Friedrich Händel

“Qual nave” de Radamisto; “Furibondo spira il vento” de Partenope; Suite em Fá maior de Música Aquática, HWV 348


Antonio Vivaldi

Concerto para violino, dois oboés, duas trompas, tímpanos e cordas, RV 562a  

A Orquestra Barroca estreia-se no Algarve perante um dos edifícios mais icónicos da cidade de Faro. A construção da Sé Catedral foi iniciada no século XIII e agrega os estilos gótico, maneirista e barroco. É neste cenário inspirador que o aclamado maestro, violinista e contratenor Dmitry Sinkovsky dirige um programa apelativo que inclui uma sinfonia de dança de Rebel, figura proeminente das cortes de Luís XIV e Luís XV, a festiva Música Aquática de Händel e melodias contagiantes de Vivaldi, cumprindo uma viagem barroca entre França, Inglaterra e Itália.

10 SET TER · 22:00 MUSEU FRANCISCO TAVARES PROENÇA JUNIOR

ORQUESTRA EM

CASTELO BRANCO

ORQUESTRA BARROCA CASA DA MÚSICA

Dmitry Sinkovsky 

violino, contratenor 

e direcção musical 


Jean-Féry Rebel

Sinfonia “Les éléments”


Georg Friedrich Händel

“Qual nave” de Radamisto; “Furibondo spira il vento” de Partenope; Suite em Fá maior de Música Aquática, HWV 348


Antonio Vivaldi

Concerto para violino, dois oboés, duas trompas, tímpanos e cordas, RV 562a  

Criada em 1747 durante o reinado de D. João V, a Tapada de Mafra é adjacente ao Palácio de Mafra, ícone arquitectónico do Barroco português, e foi construída com o propósito de ser um espaço de lazer da família real portuguesa. É neste cenário inspirador que se apresenta a Orquestra Barroca Casa da Música com o aclamado maestro, violinista e contratenor Dmitry Sinkovsky. A noite começa com uma sinfonia de dança de Rebel, figura proeminente das cortes de Luís XIV e Luís XV, inclui a célebre Música Aquática de Händel e termina em Itália com melodias contagiantes de Vivaldi.

11 SET QUA · 22:00 PÇ. DA REPÚBLICA

ORQUESTRA EM

VIANA DO CASTELO

ORQUESTRA BARROCA CASA DA MÚSICA

Dmitry Sinkovsky 

violino, contratenor 

e direcção musical 


Jean-Féry Rebel

Sinfonia “Les éléments”


Georg Friedrich Händel

“Qual nave” de Radamisto; “Furibondo spira il vento” de Partenope; Suite em Fá maior de Música Aquática, HWV 348


Antonio Vivaldi

Concerto para violino, dois oboés, duas trompas, tímpanos e cordas, RV 562a  

A Praça de República de Viana do Castelo é rica em elementos históricos, destacando-se o chafariz, os antigos Paços do Conselho e o edifício da Misericórdia, todos datados do século XVI. É nesta praça histórica que a Orquestra Barroca Casa da Música se apresenta com o prestigiado maestro, violinista e contratenor Dmitry Sinkovsky. A noite começa com uma sinfonia de dança de Rebel, compositor do Barroco francês que foi figura proeminente das cortes de Luís XIV e Luís XV. O ambiente festivo está presente na Música Aquática de Händel, escrita para acompanhar o séquito real britânico em excursão pelo Rio Tamisa. Depois de França e Inglaterra, esta viagem mágica termina em Itália com melodias contagiantes de Vivaldi, numa obra que dá protagonismo a vários instrumentos de sopro e aos tímpanos.

VER E OUVIR